Ouvidoria: 3455-9188 Deixe uma mensagem


Enviar
Imprimir
Aumentar
Reduzir
Compartilhar
Twittear

A SANTA CASA

A Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza constitui de fato um milagre administrativo. Ela é a tradução de muitas intenções em fatos. São incontáveis as pessoas que, desde a sua fundação, expressaram por meio dela a sua vocação de filantropia, do seu poder de solidariedade social e de caridade religiosa. Espaço de compaixão (sofrer com o sofrimento dos outros), de misericórdia e de pessoas que gostam de gostar das pessoas. Espaço daqueles que tem o coração aberto para oferecer doação, generosidade, atitude proativa ao ajudar alguém no processo de cura.

Toda cura é, no fundo, espiritual e “espiritualidade é tudo que muda nosso interior”, conforme o sábio Dalai Lama. Os terapeutas da Santa Casa constituem-se em canais de cura, independente da condição de ser paciente, colaborador, funcionário, profissional da saúde ou dirigente. Em tempos normais e mesmo durante a fase de controle de qualquer crise, sempre é reconfortante para todos constatar a materialização da ação de doar ou da solidariedade praticadas. Como destaque de que, no caso, a solidariedade não tem a pecha do dever, mas a nobre condição de sobrevivência, da cura da doença, do triunfo sobre a morte.

A nossa secular Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza é uma história de fé, de muita utopia, de muita visão e de muito ideal. Ideal da perseguição do bem ético, apanágio dos homens de bem. Nela se cultivam valores cristãos e iluministas que sempre se construíram nas molas propulsoras da manutenção do seu crescimento que , aliados aos colaboradores, constituem seus mais poderosos ativos estratégicos intangíveis. Nessa instituição a verdade sempre tem levado vantagem sobre a farsa e contrafação.

Dos méritos da atual administração tendo a frente o Doutor Luiz Nogueira Marques, dois merecem destaque: primeiro, o fato de ter uma biografia limpa, que tem desaguado nas vertentes da decência e do compromisso; e um segundo, de ter tido a iniciativa de reorganização estrutural, proporcionando uma mudança marcante. Além disso, a introdução de novos processos administrativos proporcionam avanços importantes na cultura administrativa da instituição. Tudo traduz e confirma o esforço e o fervor da atual Mesa Administrativa o que desperta, ao mesmo tempo, um sentimento coletivo de confiança e de credibilidade ao vender certezas de realizações. Jamais será rotulada de omissa e permite a transparecer sempre a sensação de estar em curso um tratamento com choque de responsabilidade ética na instituição.

A solidez na Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza é um imperativo absoluto da sociedade cearense e dessa exigência social decorre a necessidade de adaptações permanentes as mudanças sistêmicas, proceder às complexas transformações internas e sempre perseguir o desenvolvimento de uma sensibilidade para manter as relações abertas com sua clientela. Seria alinhar,mais ainda, a nossa Santa Casa com os trilhos da transparência da governança corporativa da contemporaneidade. Tudo no sentido de assistir aos seus pacientes, nosso maior e permanente compromisso. A Santa Casa precisa da nossa colaboração.

Waldeney Rolim

Artigo publicado no Jornal É Aqui em 11 de junho de 2013